ANUNCIE AQUI

Ola amigos leitores, caso queiram fazer o anuncio de sua empresa ou adquirir o livro de contos, entre em contato pelo fone- 31 88422763 ou pelo email viajandonoscontos@yahoo.com.br Este blog ja esta sendo visto em todo pais e ate mesmo no exterior, é divulgado atravéz de um banner onde tera o link do site de sua empresa. Desde ja agradeço a sua atenção e colobaração para com este blog.

Clique aqui e seja mais um seguidor

CONTOS E CRONICAS E POESIAS ESCOLHA UM E LEIA E DEIXE SEU COMENTARIO

4 de abr de 2013

LOUCO PARA SER MALUCO



Autor: Josimar Santos


Amigos e amigas venho escrever um fato que tenho acompanhado a muito tempo, de um amigo que leva a vida de um palhaço, digo isso por este sempre gostar de fazer as pessoas em seu redor darem risadas; super alegre aparentemente, isso por que não somente ele mas todos temos problemas, claro uns diferente.
Este meu amigo não irei colocar o nome, mas autorizou escrever sobre parte de sua vida que acompanho, ele super conhecido aqui na cidade de Viçosa-MG;
Um viciado em maconha,chega a fumar quatro ou mais cigarros por dia no mínimo.
Mas é um fumante exemplar, falo isso porque trabalho com ele estou na empresa a 16 anos junto dele e ele tem mais de vinte anos nesta. Sai algumas vezes para fumar seu cigarrinho numa boa não chama ninguém e quando volta é como se não tivesse nada acontecido, retorna sempre alegre, brincando com todos um exemplo para muitos que reclamam da vida.
Este meu amigo da umas viagens loucas que nos faz rir muito, falarei uma delas.
Aqui na empresa tem uns canários belgas que cantam o dia inteiro este amigo estava parado olhando atentamente a um cantando e eu fiquei observando ele e já rindo, quando ele me viu veio ate a mim e disse com uma grande empolgação:
__Josimar! Preste atenção, você vai ouvir este canarinho cantar TODAS AS NOTAS MUSICAIS, é incrível ele é super afinado.
Eu comecei a dar risadas e ele notou que viajou demais nisso e começou a rir também.
Foram muitas risadas sobre isso fora outras viagens que são muitas; hoje 26 de março de 2013 ele esta há três meses sem fumar maconha. Parabéns meu amigo continue assim sem fumar e que Deus o abençoe.
Sei que você que esta lendo isso também tem um amigo assim que fuma e não perturba ninguém.
Amigo leitor, contei esta pequena historia que é verdadeira deste meu amigo, somente para lhe dizer que tem muitas pessoas que descriminam um viciado em maconha, não quero dizer que é bonito isso fumar maconha eu principalmente não fumo mas não sou contra quem fuma; digo isso pelo fato de o conhecer bem noto que um viciado em maconha ou qualquer outro tipo de droga não é bandido é somente um viciado.
Bandidos geralmente não usam drogas para praticar tais atos de criminalidade, vem ser bandido por falta de educação em casa, ma formação escolar e por vontade própria.
A pior droga que existe atualmente é a bebida, principalmente a cachaça esta destrói não a pessoa como ao redor dela e é liberada.
Precisamos que nossos governantes tomem providencias para melhorar nossa educação e não querer empurrar alunos para faculdades a força como estão fazendo hoje em dia, e a saúde também. Tendo boa saúde e uma boa educação o resto é resto.

Se você é maluco que seja um maluco beleza



JOSIMAR DOS SANTOS, VIÇOSA-MG
www.contosjosimarsantos.blogspot.com
www.viajandonoscontos@yahoo.com.br

DEIXEM AQUI SEUS COMENTARIOS. OBRIGADO.

7 de nov de 2012

FALANDO DA ABOLIÇÃO


FALANDO DA ABOLIÇÃO


                                            Autora: Rita Maria dos Santos

Ouvi o clamor deste povo
Nesta frase como lema
Vamos olhar para o negro
Sem rancor e sem dilema
Por isso o papa deu nome
Na campanha como tema.

Sabe que um dos profetas
Era negro e muito amado
Companheiro de Jesus cristo
Era muito abençoado
Seu nome era sofonia
Era muito respeitado.

Daí Vê que não é todos
Que faz a separação
Afastando a sociedade
Tanto negro importante
Na nossa população.

Já em toda nossa historia
Tem um negro no caminho
Sabe que um dos reis mago
Era um bondoso pretinho
Tão bacana e tão sincero
Amava Jesus menino      

 Nos quilombos dos palmares
Onde os negros se escondiam
Fugindo dentro das matas
Como estes escravos sofria
Hoje não tem mais quilombo
E todos tem alegria.

No tempo da escravidão
Os seus filhos eram vendido
Os pais chorando calado
Tinha medo do perigo
Pois realmente era triste
Era um povo tão sofrido.

Mas a querida princesa
Foi humana e abençoada
Esteja hoje onde estiver
Será por deus compensada
E agora nos cem anos
Ela será bem lembrada.

Nosso querido zumbi
Que a estória escreveu
Por isto hoje entendemos
Pois muita gente já leu
Zumbi Lutou para libertar
O querido povo seu.

Tem muitos nomes na estória
De tempo do cativeiro
Mas o nosso negro zumbi
Foi um herói verdadeiro
Mesmo sendo ele traído
Pelos próprios companheiros.

E a falada senzala
Onde os negros dormia
Juntos como animais
Sem nenhuma regalia
E as noites eles cantavam
Como tivesse alegria.

Eram cantos de tristeza
Era canto de saudade
De sua terra distante
E da tanta crueldade
Os brancos faziam tudo
Que podiam de maldade.

Hoje ainda tem racismo
Viemos denunciar
Temos que unir as mãos
Um grande amor de mostrar
Pois o preconceito racista
Terá mesmo de acabar.

E para finalizar
E tu não vai esquecer
Que você é gente boa
Fizeste por merecer
E vou dizer com carinho
Um grande axé pra você.

                                                                               
 Rita Maria dos Santos
Viçosa-MG
31- 3892 7290
Mãe de Josimar do Santos



6 de jun de 2012

OS DICIPULOS E EMAÚS ( poema)


                       OS DICIPULOS E EMAÚS


Autora: Rita Maria dos Santos



Dia da ressurreição
Uma inquietação
Dominava aquele povo
Lembrar que Jesus dizia
Em que no terceiro dia
Ressurgiria de novo.

Dois discípulos caminhavam
Juntos ali conversavam
A grande ressurreição
Apareceu num instante
Juntos a eles um viajante
Que lhe pede explicação.

Eles nem imaginavam
Que Jesus se aproximava
Como um desconhecido
E juntos continuaram
Então Jesus perguntou
O que tinha acontecido.

É como os olhos vendados
Jesus ali do teu lado
Mas como cego não viam
Que aquele jovem presente
Era cristo em suas frentes
Mas eles não percebiam.

Emaús era distante
Da santa Jerusalém
Os dois seguem comentando
A morte de um certo alguém
Jesus pergunta aos discípulos
O que falam e sobre quem.

Jesus percebe as tristezas
E também as incertezas
E pede uma explicação
Não sabe o que aconteceu
Com o profeta Galileu
Sua crucificação.

Flava da confiança
Os sonhos as esperanças
Em reinstaurar Israel
Já faz o terceiro dia
Em que ressuscitaria
Aquele homem do céu.

É verdade que as mulheres
Chegaram muito alarmadas
Dizem não achar o corpo
Ficaram preocupadas
Viram anjos no sepulcro
Mas não viram mais nada.

Gente sem inteligência
Sois tardos de coração
Não lestes nas escrituras
E suas explicações
Porque era necessário
Para glorificação.

Cristo havia de morrer
E morto crucificado
Em todas suas mensagens
Isso havia anunciado
Mas logo avista a aldeia
Onde o destino é chegado.

Jesus passando adiante
Os discípulos os convidou
Que ficassem em sua casa
E o convite aceitou
Pois era bastante tarde
Com eles ali ficou.

E dentro daquela casa
Da mesa se aproximou
E tomando ali o pão
Partindo o abençoou
Então abriram os olhos
Viram que era o senhor.

Mas quando os reconheceu
Jesus desapareceu
Deixando os impressionados
E comentavam então
Daquela grande emoção
E o coração abrasado.

Jesus junto no caminho
Ouvia pois com carinho
Tudo que eles diziam
Das escrituras falavam
E Jesus observava
As tristezas que sentiam.

Levantaram sem demora
Correram estrada a fora
Para Jerusalém voltou
Reunidos os onze estavam
Emocionados contavam
Que Jesus ressuscitou.

Contou como aconteceu
E como os reconheceu
Foi na partilha do pão
Vimos vivo e verdadeiro
Aparecendo aos primeiros
Depois também a Simão

E quando ainda falavam
Jesus lhe apresentavam
A paz esteja convosco
Assim o cumprimentava
Que espantado ficava
Agora junto dos outros.

Pensando ser um fantasma
Pois ficaram preocupados
Perguntando pelas duvidas
E estou aqui do teu lado
Vacilantes de alegria
Mesmo estando transportados.

Como Moises e nos salmos
Para que compreendessem
Escrito nas escrituras
Necessário padecesse
Depois no terceiro dia
Jesus reaparecesse.

Resurgindo após a morte
Agora muito mais forte
O filho de Deus amado
Que pregava a penitencia
O amor  a paciência
E a remissão dos pecados.

Para provar vossa fé
Vede minhas mãos e pés
Apalpai vê de que sou
Cheio de ansiedade
Reconheceu a verdade
Então Jesus perguntou.

Tendes algo a comer
Entendeu nesse momento
Que estava mesmo vivo
Após muito sofrimento
Oferece peixe assado
Pois era o único alimento.

A vista deles então
Fez a refeição
Onde acreditasse e visse
Como chamado atenção
Que se seguisse a missão
E que a lei se cumprisse.

Chamou os de testemunho
De todo acontecido
Convoca toda a nação
A qual havia vivido
Começa em Jerusalém
Mandarei o prometido.

Foi pouca sua existência
Mas grande sua clemência
No seu amor revelado
E em nosso dia a dia
Buscando paz e alegria
No Jesus ressuscitado.

Permaneceis na cidade
Sempre firme em oração
Reveste a força do alto
Lutem pela conversão
Quem seguir meus mandamentos
Eu darei a salvação.

Depois desse acontecimento
Entre morte e sofrimento
Ele mora no sacrário
Onde nos da o sustento
Jesus é a luz do mundo
Nossa paz nosso alimento.

Rita Maria dos Santos
Rua dom Silvério n. 381
    Viçosa-MG

29 de mai de 2012

FALANDO DE VIÇOSA


                    Falando de Viçosa


Autora: Rita Maria dos Santos

Como eu gosto de viçosa
Esta cidade formosa
Que eu amo de coração
Com suas belas paisagem
Suas montanhas pastagem
Que encanta nossa nação.

Quem nasce em Viçosa sente
Alegre sempre contente
Assim eu ouço a dizer
Nas noites do mês de junho
As fogueiras,os barulhos
Dos foguetes a  estremecer,

Na noite de são João
Tem casamento do jeca
Por todo lugar tem festa
É uma grande animação
Tem canjica, milho assado
Sanfona por todo lado
E o tradicional balão.

Viçosa é hospitaleira
Uma cidade guerreira
E conheceu o Bernardes
O antigo presidente
Que fez Viçosa contente
Ajudou a universidade

As casas de antigamente
Eram muito diferente
E nem um prédio existia
Mas cresceu cada vez mais
Aumentando sempre mais
Veja os prédios de hoje em dia

Também estou me lembrando
Da nossa antiga matriz
Foi nela que batizei
Foi nela que me tornei
Um cristão muito feliz

As vezes fico pensando
Se tivesse eu nascido
Em outra cidade além
Eu não tinha essa beleza
Essa linda natureza
Que o viçosense tem.

Do jardim estou lembrando
Da infância recordando
Do coreto que existia
Quantas vezes ali brinquei
Quantas vezes ali briguei
Que saudades desses dias

Como é bonita as tardinhas
Quando o sol vai se escondendo
Lá no alto atrás do morro
Parece que vai dizendo
Amanhã eu voltarei
Para te aquecer de novo.

Viçosa tenho saudades
Do tempo da mocidade
De tantas coisas bonitas
Como a nossa padroeira
Nossa Santa medianeira              
Nossa grande santa Rita.

E a lira de Santa Rita
Não poderia me esquecer
Me lembro de muitos músicos
Que já veio a falecer.

E o nosso ipê amarelo 
Ali no jardim tão belo
Com seu amarelo ouro
Vem sempre participar
Vem também prestigiar
Com seu valioso tesouro.

Viçosa terra formosa
Cidade maravilhosa
Como todo mundo vê
Quando é trinta de setembro
Todos unidos dizemos
O parabéns pra você.

homenagem ao idoso


                           HOMENAGEM AO IDOSO




Autora: Rita Maria dos santos

São na vida experientes
Conservam inteligentes
Porque muito trabalhou
Hoje poucas alegrias
Recordando aqueles tempos
De tudo que se passou.


Uma vida entristecida
Sabedoria escondida
Sem nenhuma gratidão
Os filhos nunca tem tempo
Perdidos a todo o momento
Nesse mundo de ilusão.

Entregue ao mundo agitado
E sempre mal humorado
Pensando em seus ideais
Assim o tempo é tomado
Esquece-se do dever sagrado
Que é cuidar de seus pais.

Poucos que são respeitados
A maioria humilhado
Jogado no seu cantinho
Relembra filhos pequenos
Silenciosos, sereno
Desprezados sem carinho.

Com seus cabelinhos brancos
Rosto enrugado de pranto
Que a vida lhe fez chorar
Passou difíceis momentos
Enfrentando sofrimentos
Para o conforto em seu lar.

De alguns os filhos foram embora
Sumidos no mundo a fora
Deixando seus pais a sofrer
Nos asilos isolados
Tristonhos, abandonados
Ansiosos para morrer.

Uns na cadeira de rodas
Mães que foram tão formosas
Alegres e tão bonitas
Hoje se consolam em preces
Sabe que Deus permanece
Numa oração contrita


Cuidou tanto de seus filhos
Olhares cheios de brilhos
Uma elegante mulher
O pai jovem e corajoso
Um pai herói talentoso
Hoje, um velho qualquer.


Na campanha da fraternidade
Homenageia a terceira idade
Comparando a uma criança
Aos idosos do país
Que Deus os faça feliz
Vida- dignidade e esperança.

O AMOR


                                                                  O AMOR



    AUTORA :   RITA MARIA DOS SANTOS



             O AMOR É UM SENTIMENTO
             QUE SE EM RAIZA POR DENTRO
             NUMA LOUCURA PAIXÃO 
             ELE DEVE SER VIVIDO
             TAMBÉM SER CORRESPONDIDO
             GRAVADO NO CORAÇÃO

          O AMOR PELAS PESSOAS
             QUER SER RUINS OU BOAS
             E SEM DESCRIMINAÇAO
1            PODE SER POR UM DOENTE
1            PODE SER POR UM PARENTE
1            PELOS PAIS OU PELO IRMÃO

1            O AMOR POR JESUS CRISTO
1            SER FIEIS NOS COMPROMISSOS
1            NO DEVER PURO SAGRADO
1            ESSE É O MAIS BONITO
1            É VERDADEIRO CONTRITO
1            POR DEUS TAMBÉM SER AMADO

           TEM O AMOR COMPLICADO
2            QUE COMEÇOU TUDO ERRADO
2            DESENCONTRADO SEM SORTE
2            VIVEM CORRENDO PERIGO
2            COMO TEM ACONTECIDO
2            TRAGÉDIAS AS VEZES MORTES.

             O AMOR QUE É BONITO
2            VERDADEIRO SEM CONFLITO
             ONDE SÓ EXISTE PAZ
2            UM AMOR APAIXONADO
             QUE VIVE ALI LADO A LADO
             FIRMES NOS SEUS IDEAIS.